Matéria

Reforma no IR abre mão de arrecadação futura por aumento em ano de eleição

15 de julho de 2021

Breno Vasconcelos, sócio da nossa área tributária, participou de matéria da Folha de São Paulo para falar sobre as mudanças no imposto de renda e a previsão de medidas que reduzirão a arrecadação no futuro para aumentá-la em 2022, como no caso da atualização no valor dos imóveis declarados pelo contribuinte.

De acordo com a Receita, o benefício sobre a atualização de valor de imóveis adquiridos até 31 de dezembro de 2020 teria um impacto positivo de R$ 880 milhões no ano que vem. Entretanto, haveria uma renúncia fiscal de R$ 2,45 bilhões em 2023 e de R$ 2,03 bilhões em 2024.

Para Vasconcelos “Os cálculos confirmam que essa mudança para os imóveis vai gerar a renúncia de receitas no futuro”. O advogado explica: “É como uma empresa que adquiriu 1 mil itens por R$ 100 cada, mas só conseguiu revender por R$ 50. Ela tem uma receita agora, mas contratou uma perda financeira.”.

Leia a matéria completa em: https://bit.ly/2UL1iFa