Matéria

“É prerrogativa das redes sociais remover conteúdos de ódio, falsos, racistas e violentos”

8 de fevereiro de 2021

Em reportagem do jornal O Globo publicada nesta segunda-feira (8) que apresenta a investida do Governo em regular e tornar públicas as decisões sobre remoção de conteúdos e perfis, Marco Antonio da Costa Sabino, sócio de nossa área de Mídia e Internet, declarou que remoções de conteúdo e de perfis são medidas extremas, que só podem ser justificáveis em situações excepcionais.

“Estamos vivendo um momento de desinformação e notícias falsas para amealhar simpatizantes, pessoas que comungam daquele pensamento. As plataformas são parte da arena pública e possibilitam que muitas vozes sejam ouvidas. As empresas têm a prerrogativa de derrubar conteúdos falsos, racistas ou que incitem a violência”, afirmou Sabino à publicação. Com efeito, as redes sociais são operadas por empresas privadas, que ganharam notoriedade por desenvolver produtos inovadores, sendo delas a primazia por determinar qual conteúdo querem ver veiculados em suas interfaces.

O Brasil quer levar esse tema para a Cúpula do G-20, a fim de evitar que perfis, principalmente de políticos, sejam banidos das redes sociais, como ocorreu com Trump.

Confira a reportagem em: https://is.gd/HJt1WI